2020. Escolhas difíceis. Ou não tão difíceis. Eu ou o mundo? Eu e o mundo!

Todos intercalados por um único vírus. Onde cai um, cai todos. A energia pesada de um líder. O desencarne de muitos.

Impossível não pensar “qual o propósito?”. Aceitar humildemente minha posição de não saber de tudo.

Quem são esses seres humanos? Por que votam assim? Por que se comportam assim? Por que não têm medo da morte? Por que não se dão conta do valor da vida?

Muitos questionamentos. Poucas respostas ou respostas amargas.

Eu cresci em 2020 mas seria hipócrita se entoasse a gratidão como palavra do ano. As palavras do ano foram tristeza, decepção, individualismo.

Sejamos verdadeiros e firmes para continuar na saga da vacina. Deus nos abençoe 🙏

Foto de Hamza NOUASRIA no Unsplash

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: