Falamos muito sobre abusos de pai e pouco sobre abusos de mãe. A nossa cultura, hoje, ainda considera a mãe um ser irretocável, que tudo pode por ser mãe, e que todas as suas intenções são estritamente benevolentes. Esquecem-se que a mãe é um ser humano como outro qualquer, com traços de personalidade e história de vida próprios.⠀

Tendo em vista isso, a mãe também pode apresentar comportamentos abusivos, porém sob um forte argumento do “em nome do amor”, que todos acreditam e passam pano. E isso faz com que o filho de uma mãe abusiva fique totalmente sem escopo para pedir ajuda a alguém ou até mesmo para simplesmente demonstrar o quanto se sente desconfortável com a situação.⠀

Se um filho tem um problema com a mãe, a culpa, em geral, é atribuída à ele pois “mãe é mãe” e “faz tudo pelo bem maior” então o filho que se vire pra aceitar isso. Mesmo que a mãe seja surtada, agressiva, ofensiva, controladora etc, ela “é mãe e por isso tem o direito de ser assim”.⠀

O filho acaba se sentindo totalmente anulado nessa relação. Sabe aquela sensação de “se eu contar, ninguém acredita”? Porque realmente não acredita! Ou se acredita, finge que não acreditou, pq não quer se meter ou pq tem alguma crença espiritual de que você deve amar sua mãe mesmo que ela abuse de você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: